quinta-feira, 20 de outubro de 2011

INSETICIDAS NATURAIS

SOLUÇÃO DE PIMENTA MALAGUETA



Indicação: combate pulgões, vaquinhas, lagartas e grilos.
Ingredientes:
500 g de frutos de pimenta.
4 litros de água
5 colheres de sabão de coco em pó
Modo de preparo:
Bata as pimentas no liquidificador com 2 litros de água. Coe e misture com o sabão de coco em pó, acrescentando os 2 litros restantes.

CONFREI



Indicação: previne pulgões em hortaliças e frutíferas, e funciona como adubo foliar.
Ingredientes:
1 kg de folhas de confrei (Symphytum officinale) e água para diluição.
Modo de fazer:
Triture as folhas no liquidificador com água ou deixe-as em infusão por 10 dias.
Acrescente 10 litros de água e pulverize periodicamente as plantas.

EMULSÃO DE ALHO



Indicação: atua contra pulgões, bactérias e fungos.
Ingredientes:
1 kg de alho
5 litros de água
100 g de sabão picado
20 colheres de óleo mineral
Modo de fazer:
Moa os dentes de alho bem finos e deixe-os repousando por 24 horas no óleo mineral.
Em outro recipiente, dissolva o sabão picado na água quente. Depois, acrescente a emulsão de alho.
Antes de usar, filtre e dilua a mistura em 20 partes de água.

PIMENTA-DO-REINO



Indicação: repele pulgões, ácaros e cochonilhas.
Ingredientes:
100 g de pimenta-do-reino (Piper nigrum) em pó
1 litro de álcool
1 litro de água
60 g de sabão de coco
Modo de fazer:
Durante 7 dias, deixe a pimenta-do-reino descansando no álcool.
Ferva a água com o sabão de coco. Deixe esfriar e junte as duas soluções.
Separe 250 ml, coloque em 10 litros de água e pulverize.

ÓLEO DE NIM




Indicações: contra pulgões, lagartas, cochonilhas, ácaros, brocas, besouros, gafanhotos, nematoides e tripes.
Ingredientes:
10 ml de óleo de nim (Azadirachta indica)
1 litro de água
Modo de fazer:
Dilua o óleo de nim na água e pulverize a planta.

CHÁ DE CAVALINHA



Indicações: afugenta insetos nocivos em geral.
Ingredientes:
10 g de cavalinha (Equisetum arvense) seca ou 30 g de cavalinha verde
1 litro de água para maceração
9 litros de água para diluição
Modo de fazer:
Ferva as folhas em 1 litro de água por 20 minutos.
Dilua a calda resultante em 9 litros de água.

CHÁ DE ANGICO



Ingredientes:
100 g de folhas de angico
1 litro de água
Modo de fazer:
Coloque as folhas de angico de molho na água por cerca de 10 dias, misturando diariamente. Coe o chá e guarde em uma garrafa tampada. Quando for utilizar em pulverizações, dilua uma parte do extrato em 10 partes de água.


MACERADO DE URTIGA (Urtica dioica)



Indicação: contra pulgões.
Ingredientes:
10 litros de água
500 g de folhas frescas de urtiga ou 100 g de urtiga seca (use luvas para manusear a planta, pois ela causa irritações na pele).
Modo de fazer:
Misture as folhas de urtiga em um litro de água. Deixe a infusão agir por 3 dias, mantendo-a em um local seco e à meia-sombra. Coe e dilua o extrato em 10 litros de água. Este preparado pode ser armazenado por alguns dias (em local seco e arejado) para pulverizações preventivas nas plantas a cada 15 dias.

EMULSÃO DE ÓLEO



Indicação: contra pulgões, ácaros, brocas e formigas.
Ingredientes:
2 litros de água
1 kg de sabão neutro comum (em pedra ou líquido)
8 litros de óleo mineral
Modo de fazer:
Pique o sabão (se for em pedra), misture com o óleo e a água e leve ao fogo, mexendo sempre, até que levante fervura. A mistura vai adquirir a consistência de uma pasta. Guarde em um pote bem tampado e na hora da aplicação, dissolva cerca de 50 g pasta em água morna e dilua tudo em 3 litros de água.

CALDA DE FUMO E SABÃO



Indicação: contra pulgões, cochonilhas, grilos, lagartas, ácaros, mosca branca, tripes, pulgas.
Ingredientes:
10 cm de fumo de rolo
50 g de sabão de coco ou neutro
1 litro de água
Modo de fazer:
Pique o fumo e o sabão em pedaços, junte a água e misture bem. Deixe curtir por cerca de 24 horas. Coe e pulverize as plantas atacadas.

CALDA BORDALESA



Indicação: controla fungos e bactérias.
Ingredientes:
1 saco de pano;
100g de sulfato de cobre;
100g de cal virgem;
10 litros de água;
2 recipientes plásticos (não use metálico, pois o sulfato de cobre reage).
Modo de fazer:
Com o saco de pano prepare um sachê com o sulfato de cobre. Mergulhe o sachê em 9 de litros de água por 3 ou 4 horas até que o sulfato dissolva. À parte, misture a cal em 1 litro de água e despeje na solução preparada com o sulfato dissolvido. Mexa bem.
Antes de usar a calda bordalesa, faça um teste de acidez: mergulhe uma lâmina de ferro no preparado. Se ela escurecer, não aplique ainda a calda no gramado. Acrescente um pouco mais de cal e faça o teste novamente. Caso a lâmina continue saindo manchada, adicione mais cal até que a lâmina não saia sem escurecer.
A calda bordalesa deve ser usada no máximo até o terceiro dia após o preparo. Em plantas pequenas ou em fase de brotação, não recomenda-se aplicar em concentração forte.

Roberta Cristina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Holambra - A cidade das flores

Gente, a vida é simples...

Gente, a vida é simples...
Ah, tem dias que dá uma vontade enorme de estar assim: descansando sobre um campo cheio de flores... Isso é bom demais! Para mim a vida é simples, então, para quê complicar?? Relaxe! Descanse um pouco sua mente e livre-se das pedras que jogam contra você! Carregue flores! (Roberta Cristina)