terça-feira, 20 de novembro de 2012

CUIDADO: PLANTAS TÓXICAS


 A maioria das pessoas desconhece que por detrás da exuberante beleza de algumas espécies de plantas ornamentais, esconde-se o traiçoeiro perigo das seivas tóxicas, não raro mortíferas para os humanos e os animais domésticos quando ingeridas as partes das plantas como flores, frutos, casca, folhas ou raízes.
Infelizmente, as maiores vítimas de tais plantas são exatamente as crianças que, por não serem devidamente orientadas pelos adultos, ingerem com frequência muitas plantas do jardim, atraídas sobretudo pelas cores vivas de alguns frutos, sofrendo em consequência disto envenenamento de diversos graus e por vezes mortais.
Se as pessoas forem devidamente educadas a respeito dessa característica perigosa das plantas tóxicas existentes no seu jardim, poderão ser vitimadas pela sua ingestão em outro que não o de sua residência.
Na verdade, as substâncias tóxicas das plantas servem como estratégia de defesa para a própria. Como o ser humano aprendeu há centenas de anos a domesticar várias espécies de plantas, passou a conviver com esse "perigo". Isso não justifica sua exclusão dos jardins.
Vejamos alguns exemplos:

# Bico-de-papagaio ou Poinsetia (Euphorbia pulcherrima):
Suas brácteas vermelho-sangue são muito vistosas e permanecem longo tempo na planta. Sua seiva leitosa é altamente tóxica e em contato com a apele provoca dermatites irritativas, causando manchas e até mesmo bolhas. A ingestão de qualquer parte da planta causa distúrbios gastrointestinais e pode provocar perturbações do sistema nervoso, como delírios e turvação da visão. A seiva em contato com os olhos causa forte irritação e até cegueira momentânea. Ourtras euforbiáceas tóxicas: cróton (Codiaeum variegatum), garrafão (Jatropha podagrica), acalifas (Acalypha sp.), mil-cores (Breynina disticha), carracasana (Euphorbia cotinifolia), mandioca (Manihot esculenta), coroa-de-cristo (Euphorbia millii splendens), coral (Euphorbia fulgens), candelabro (Euphorbia lactea).

Cróton

Garrafão

Acalifa

Mil-cores

Carracasana

Mandioca

Coroa-de-cristo

Coral

Candelabro

# Hera (Hedera helix): 
Sua aparência inofensiva mascara a toxidade de sua seiva que, quando ingerida em grandes quantidades pode causar desde dificuldades respiratórias até o coma.

# Comigo-ninguém-pode ( Dieffenbachia sp.):
Sua ingestão provoca inchaço na boca, língua, garganta e edema de glote, impedindo a pessoa de engolir água ou alimento durante alguns dias. Esse efeito pode também levar ao óbito crianças.


# Azaléia (Rhododendron simsii):
Quando suas folhas mastigadas provoca perturbações digestivas e turvação de visão.
fotos de azaléia pequenos

# Trombeta-dos-anjos (Datura suaveolens):
Pertence à família das berinjelas (Solanaceae), pode provocar morte por asfixia. O perfume das flores causa dor-de-cabeça nas pessoas mais sensíveis.


# Espirradeira (Nerium oleader):
Uma das mais plantas mais perigosas do jardim; nela tudo é tóxico em alto grau, desde as belíssimas flores até as raízes. A ingestão de qualquer uma de suas partes pode causar a morte de uma pessoa em pouco tempo. Até mesmo a lâmina ou tesoura de poda tornam-se perigosos, causando feridas de difícil cicatrização.



# Tomatinho (Solanum capsicastrum):
Arbustivo de pequeno porte, com frutos ornamentais globulares pequenos de cor vermelho-alaranjado brilhante quando maduros. Os frutos despertam nas crianças a vontade de comê-los, sendo muito tóxicos causando vômito, cólicas, dificuldade respiratória e alteração do ritmo cardíaco.


# Hortência (Hydrangea macrophylla):
Sua maior toxidez encontra-se nos botões florais que, se ingeridos, provocam distúrbios gastrointestinais de média gravidade.



# Alamanda (Allamanda cathartica):
Sua seiva leitosa é tóxica provocando dermatites quando em contato com a pele mais sensível, irritação das mucosas se ingerida, e forte ardor nos olhos.


# Chapéu-de-napoleão (Thevetia neriifolia):
A seiva e as sementes são altamente tóxicas.


# Dedaleira (Digitalis purpurea):
Possui a digitalina e outros glicosídeos, sendo por isso usada na medicina em doses mínimas muito bem controladas; causa sérios problemas cardiológicos, até mesmo levando a óbito.


# Sheflera (Scheflera arboricola):
De folhagem verde resistente, tem seiva tóxica, causando problemas gastrointestinais e neurológicos.


# Cafezinho (Ardisia crenata):
Tem frutinhos em forma de bagas globulares vermelhas agrupadas em cachos e que permanecem longo tempo na planta. Os frutos são tóxicos e causam irritação da mucosa gástrica, provocando cólicas abdominais seguidas de vômitos.


# Pimenteira-de-jardim (Capsicum frutescens):
Possui uma seiva muito mais ardida, causando irritação das mucosas e ardor fortíssimo durante tempo prolongado. O efeito é muito doloroso, mas não mortal.


O que fazer em caso de acidente:
# Procurar um pronto socorro, levando um ramo da planta.
# Procurar provocar o vômito, para eliminar o veneno ainda no suco gástrico.
# Lavar os olhos abundantemente com água e procurar um oftalmologista.

Espero que tenham gostado!
Até a próxima!
Roberta Cristina

Um comentário:

Holambra - A cidade das flores

Gente, a vida é simples...

Gente, a vida é simples...
Ah, tem dias que dá uma vontade enorme de estar assim: descansando sobre um campo cheio de flores... Isso é bom demais! Para mim a vida é simples, então, para quê complicar?? Relaxe! Descanse um pouco sua mente e livre-se das pedras que jogam contra você! Carregue flores! (Roberta Cristina)